10 coisas que você não sabia sobre gatos

A história dos gatos é marcada por sua associação com coisas inexplicáveis. Seja a lenda que eles têm várias vidas ou a sorte que um gato preto traz, eles são animais sensíveis e misteriosos. Por isso, para homenagear esses lindos animais, selecionamos 10 curiosidades, que são particularidades dos felinos e tornam esses animais únicos. No final, elas são importantíssimas e fazem o gato, realmente, ser um gato.

1. Entre todos os animais, apenas os felinos ronronam e, até hoje, a ciência não consegue explicar o porquê
Pesquisadores não entendem por que os gatos ronronam. Enquanto alguns acreditam que o ato de ronronar esteja ligado a garganta dos gatos, outros levantam a hipótese sobre sua influência no sistema cardiovascular. Isso teoricamente ocorreria porque os gatos têm capacidade de ronronar desde a primeira semana de vida e não alteram suas funções respiratórias (inspiração e expiração) para fazê-lo. De qualquer forma, até hoje, ninguém sabe a função de ronronar.

2. Gatos conseguem ouvir sons ultrassônicos
O ouvido do gato é tão aguçado que ele consegue ouvir até a comunicação dos roedores que ele caça. Assim, mesmo quando não enxergam sua presa, os gatos conseguem escutá-las e localizá-las. Para os roedores mais quietos, qualquer movimentação pode chamar a atenção, pois a visão do gato foi desenvolvida para enxergar movimentos, mesmo no escuro. Sendo assim, para caçar, o gato usa os seus ouvidos, nariz, olhos e toque.

3. Felinos possuem 100 tipos de vocalizações distintas
Apesar do gato apenas miar e ronronar, o felino é capaz de produzir uma sequência de sons distintos para se expressar com o seu dono e outro repertório diferente para se comunicar com outros gatos. Com tantos sons, o gato consegue criar mensagens específicas e até reservar um tipo de miado somente para o seu dono.

4. Gatos não mastigam a comida
Os gatos conseguem engolir e digerir a comida mesmo sem mastigá-la. Diferentemente dos humanos, que movimentam a mandíbula para cima, para baixo e para os lados, os gatos só conseguem movimentá-la para cima/baixo. Sendo assim, eles usam os dentes para rasgar a presa, mas depois engolem os pedaços inteiros sem mastigar. Aliás, as diferenças entre as arcadas dentárias dos felinos, naturalmente carnívoros, e dos animais onívoros e herbívoros são enormes e refletem exatamente as particularidades de cada tipo de dieta.

5. Gatos usam o bigode para determinar se cabem em um espaço
Gatos não precisam saber o seu peso ou tipo corporal para determinar se cabem em um lugar ou não. Usando somente o seu bigode ele determina se vai caber tranquilamente ou se vai ficar apertado em um canto.

6. Gatos sonham igual aos humanos
Assim como os humanos, quando os felinos entram em um estado de sono profundo, eles produzem os mesmos padrões de ondas cerebrais que os seus donos fazem quando dormem. Gatos gostam de camas confortáveis em lugares aconchegantes e elevados. Ter uma cama estilo rede, como essa, pode ajudar a proporcionar horas de sono para o seu felino.

7. Felinos possuem uma frequência cardíaca rápida
O pulso de um gato gira em torno de 160-240 batimentos por minuto, dependendo da sua idade. Quanto mais jovem o felino for, mais rápido tende a ser sua frequência cardíaca. Nos humanos a frequência cardíaca média é de 60-90 batimentos por minuto em repouso.

8. Gatos vegetarianos podem ficar cegos
Gatos são carnívoros obrigatórios e precisam de carne para sobreviver. Como mencionado acima, desde o sistema digestivo até o seu jeito de mastigar é especialmente desenvolvido para rasgar e engolir a carne. Dentre os nutrientes presentes em suas presas está a taurina, um aminoácido extremamente importante para esses animais. Sem ela, os gatos podem ficar cegos.

9. Felinos toleram bem altas temperaturas
Os ancestrais dos gatos são originários do deserto. Consequentemente, os gatos até hoje são tolerantes a temperaturas muito quentes. Por terem sido utilizados pelos egípcios para caçar ratos e proteger as plantações de outros bichos e pragas, os gatos estão acostumados a passar bastante tempo no sol. Hoje, com o surgimento de gatos de raça, nem todos estão acostumado com climas quentes.

10. Gatos não conseguem sentir o gosto de coisas doces
Um dos melhores jeitos de agradar o gato é oferecê-lo petiscos salgados, pois eles não sentem gosto de coisas doces. Petiscos com sabor de salmão, como esse, tendem a ser bem aceitos por felinos. Converse com o seu veterinário antes de mudar a dieta do seu gato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s